quarta-feira, 1 de maio de 2013

As piores contratações deste século da Juventus


Por br.esporteinterativo

ATHIRSON: O "Roberto Carlos do Flamengo" chegou a Turim de graça. Pelo menos, isso. Athirson jogou apenas cinco jogos e não agradou em nenhum deles. Quando Marcelo Lippi chegou para comandar o time de Turim, o lateral foi afastado e não jogou mais. Voltou para o Flamengo por empréstimo e retornou a Turim somente para rescindir seu contrato. Ao menos pagou 2 milhões de euros ao clube para rescindir seu contrato.

MARCO DI VAIO: O atacante carequinha sempre teve a reputação de artilheiro. Chegou com uma pompa enorme na Juve. Custou cerca de 21 milhões de euros, contando o período de empréstimo e depois pela transferência. Foram poucos gols pelo esperado. O atacante não rendeu e foi jogar pelo Valencia após duas temporadas em Turim.

ANTONIO CHIMENTI: Por que o goleiro foi contratado vai saber? Chimenti ainda foi contratado duas vezes. De 2002 a 2006, Chimenti pouco jogou. Eterno reserva do Buffon. Quando o titular se machucou, Abiatti foi contratado por empréstimo. Em sua volta em 2008, Chimenti era a terceira opção do goleiro. Nunca jogou e pouco fez para ter merecido algo melhor na Juve.

OLIVIER KAPO: Quem é? Hoje, o marfinense joga pelo Auxerre. Você sabia que ele ficou três temporadas na Juventus? Difícil lembrar. Kapo praticamente não jogou, eterna opção do banco de reservas, justamente da Fúria Tcheca: Pavel Nedved. Caso fosse bom ainda teria alguma chance, mas nem isso ele é...

BOUMSOUNG: O zagueirão chegou a Juventus proveniente do Newcastle para jogar a Série B, após o time de Turim ser envolvido no Calciopoli. O francês foi titular da campanha, mas nunca agradou a diretoria e os torcedores. Lento. No máximo um razoável jogador. Na Série A ele não foi permitido continuar e foi fazer carreira no Lyon.

CRISTIAN MOLINARO: Outro lateral esquerdo que não agradou nenhum pouco no time bianconero. Ao contrário de Athirson, Molinaro jogou muitas vezes. Foram duas temporadas de lambanças, gols contra, entregadas, muita correria e pouco futebol. A diretoria bianconera ainda conseguiu vendê-lo por cerca de 4 milhões de euros para o Stuttgart. Vai entender.

ALEX MANNINGER: Manninger defendeu a Juventus em muitos jogos da temporada 2010-11, já que Buffon ficou afastado dos gramados por sucessivas lesões. O austríaco nunca foi unanimidade na Juve. Somente disputou 35 partidas porque Buffon passou muito tempo no departamento médico. Com a chegada de Storati, o goleiro sueco foi jogar pelo Augsburg, da Alemanha.

DIEGO: O habilidoso meia brasileiro chegou a Velha Senhora pela bagatela de 24,5 milhões de  euros. A princípio, o maestro, que usou a camisa 28, teve um início arrasador, mas foi só isso mesmo. Seu rendimento caiu muito e na temporada seguinte o meia pouco foi aproveitado pelo novo técnico, Luigi Del Neri, que tinha  uma proposta de jogo diferente e praticamente excluiu as chances do jogador na Juve. Poderia ter feito muito mais. 

FELIPE MELO: O pitbull Felipe Melo chegou a Juve na temporada 2009-10 para ser o cão de guarda da equipe. O brasileiro teve muitos altos e baixos na Velha Senhora durante toda sua passagem e, hoje, está emprestado ao Galatasaray. Seu futebol nunca foi questionado, mas como foi contratado por 25 milhões de euros, poderia ter contribuido muito mais para o clube de Turim.

MARCO MOTTA: O lateral veio por pouco, mas nunca impressionou. Ficou sempre no banco e nunca rendeu nada de interessante. Atualmente ele está emprestado ao Bologna. Antes, o lateral foi cedido ao Catania.

ELJERO ELIA: O meia holandês, com passagens pela seleção, se destacou no Twente e foi parar no Hamburgo, da Alemanha. No atual time do compatriota Van der Vaart, o rápido e habilidoso jogador foi ainda melhor. A expectativa na Juventus era enorme. 9 milhões de euros foram gastos para o jogador fazer parte do elenco do maior time de Turim. No entanto... Elia jogou apenas quatro jogos. Não se adaptou e nunca mostrou porque foi jogar na Velha Senhora. Voltou para a Alemanha e agora atua pelo Werder Bremen.

JORGE MARTÍNEZ: O meia uruguaio deve ser não só uma das piores contratações do século, mas de toda a história da Velha Senhora. Com boa passagem pelo Catania, Martínez chegou a Juve e NUNCA mostrou o valor pago por ele: 12 milhões de euros. É brincadeira, né? Para não atrapalhar, o uruguaio já está em seu segundo empréstimo e atualmente joga pelo Cluj, da Romenia.

FABIO GROSSO: Depois de um Mundial extraordinário com direito a gol do título, o lateral esquerdo foi para a Internazionale. Enganou direitinho e foi campeão italiano. Depois foi para a França e levou o título nacional do país. Em 2009 chegou a Juve, onde nada jogou. Ficou na geladeira por alguns anos até se aposentar, mas ainda conseguiu colocar na conta o título invicto da temporada passada da Juve. É mole?

LUCIO: O zagueiro pentacampeão mundial pela Seleção foi uma aposta furada, mas que, pelo menos, não atrapalhou os planos da Velha Senhora. O brasileiro chegou para compor uma zaga que já apresentava ótimos resultados. O esperado era que Lucio qualificasse ainda mais o setor. Entretanto, o zagueirão ficou apenas seis meses, jogou poucas vezes, fez algumas lambanças e voltou ao Brasil para jogar no São Paulo.

NICKLAS BENDTNER: O atacante da seleção dinamarquesa, que fez alguns gols pelo Arsenal em sua vida, foi emprestado a Juventus nesta temporada. Foram apenas oito jogos e nenhum gol marcado. Além das lesões e das péssimas atuações, Bendtner recentemente foi levado a delegacia por estar dirigindo embriagado em seu país. É cada um que a Juve tem que aturar...

18 comentários:

  1. Poderiam colocar o Anelka também

    ResponderExcluir
  2. Chimenti jogou e ainda salvou a Juve de um vexame maior no jogo de volta contra o Fulham na Europa League.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chimenti falhou em 3 gols de 4,se não me engano

      Excluir
  3. Faltou o Amauri e o Padoin.

    ResponderExcluir
  4. Kovacevic, Esnaider...

    ResponderExcluir
  5. Juntem-lhe também o Almiron e o Tiago, ambos contratados na temporada 2007/08.

    ResponderExcluir
  6. Para mim o pior de todos é Jorge Martinez....simplesmente horroroso! Em segundo lugar: Bendtner!!!

    ResponderExcluir
  7. Discordo do Manninger ñ fez feio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. [2] prncipalmente nakele jogo de 2008 real v s juve champions leaue

      Excluir
  8. *Bendtner é Dinarmaquês.

    ResponderExcluir
  9. No caso da rescisão do Athirson não foi ele que pagou os € 2 milhões, mas, vice-versa, a Juventus pagou a ele € 2,6 milhões.

    Nel Gennaio 2002 la Juventus lo manda in prestito, al Flamengo, in attesa di riportarlo un giorno a Torino. Quel giorno non arriverà mai, perchè il 2 Ottobre 2003 i bianconeri rescindono il contratto con il giocatore pagandogli, peraltro, una penale di 2,3 milioni di Euro.

    http://www.tuttojuve.com/?action=read&idnotizia=78157

    ResponderExcluir
  10. errata: € 2,3 milhões

    ResponderExcluir
  11. Grosso é ruim mesmo, mas foi campeão do mundo na seleção, campeão italiano por Inter e Juve e campeão francês pelo Lyon, que sorte que tem esse cara.
    Diego acho que se tivesse ficado mais uma temporada poderia ter rendido, o Del Neri, que diga-se de passagem foi um tecnico horroroso tbm, estava usando ele de 2º atacante, acho que ele se adaptaria e ainda faria boas assistencias.
    Jorge Martinez está no Cluj, mas não jogando, ele é tão ruim, que nem lá consegue ser titular.
    Faltou falar do Cannavaro, ele foi bem na 1ª vez, mas na volta foi um lixo, e diferente do Lúcio, era titular do time.

    ResponderExcluir
  12. Diego e Melo foram os piores custo-beneficio da Juve no século, de muito longe.

    Bendtner veio quase de graça, não foi a pior das contratações, afinal ninguém esperava nada dele, vale o mesmo pro Anelka.

    Mas a pior contratação de todas foi a do Jorge Martinez. Caro e nunca jogou nada.

    Mas se for somar decepção + dinheiro gasto + atuações patéticas, as piores mesmo foram Diego e Melo. Dois merdas, principalmente o último, que sempre foi um bosta com merda na cabeça, e o foda é que até hoje tem doente que sente falta dele. Mulher de malandro é foda.

    ResponderExcluir
  13. po, Diego jogou bem... Felipe Melo não merecia estar nessa lista.. salvou a Juve em várias partidas..
    se esqueceram do zagueiro brasileiro Gladstone, do Henry...

    ResponderExcluir
  14. Juve no ano anterior à chegada de Melo e Diego: segundo lugar.
    Juve nos anos com Melo e Diego: sétimo lugar.
    Juve no ano posterior à saída de Melo e Diego: primeiro lugar.

    Mulher de malandro é exatamente o termo pra definir quem defende/sente falta essas feridas.

    ResponderExcluir
  15. Diego foi muito mal aproveitado em sua segunda temporada, se tivesse mais tempo com certeza teria provado o seu valor.
    Felipe Melo é um grande volante, um dos melhores na posição, e fez otimos jogos pela Juve, o problema é seu temperamento que por vezes comprometia o time. Esta longe de merecer estar nesta lista.
    O problema é que a Juve queria que esses caras salvassem a patria no meio de um monte de pernas de pau. Em um time organizado, e com bons valores, como o atual, teriam condições de mostrar todo os seus potenciais.

    ResponderExcluir